NOTÍCIAS
12/03/2020
O que você precisa saber sobre o Coronavírus
O que é o coronavírus?
Coronavírus é o nome de uma família de vírus que causam infecções respiratórias e já provocaram outras doenças, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS). A doença causada pelo novo Coronavírus recebeu o nome de Covid-19. Ele foi descoberto no final de dezembro de 2019, na China.

Como é a transmissão?
Por vias respiratórias, como pelo ar e por gotículas provenientes de espirros e da fala de indivíduos infectados;
Por contato físico, como beijos e abraços;
Por meio do contato de superfícies contaminadas, como segurar em corrimão, por exemplo.

Quais são os sintomas da doença causada pelo coronavírus?
Tosse seca, febre e cansaço são os principais sintomas, mas alguns pacientes também podem sentir dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta ou diarreia. Nos casos mais graves, que geralmente ocorre em pessoas que já tenham outras doenças associadas, há síndrome respiratória aguda e insuficiência renal.

Como é definido um caso suspeito e um caso provável de coronavírus?

Caso suspeito de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19):
- Situação 1: Febre e, pelo menos, um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais, entre outros) e histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

- Situação 2: Febre e, pelo menos, um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais, entre outros) e histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus (COVID-19), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

- Situação 3: Febre ou, pelo menos, um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais, entre outros) e contato próximo de caso confirmado de coronavírus (COVID-19) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

Caso provável de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19):
Contato próximo domiciliar de caso confirmado laboratorial, que apresentar febre e/ou qualquer sintoma respiratório, dentro de 14 dias após o último contato com o paciente.

Como está a situação mundial?
Segundo a OMS, dados atualizados em 12/03/2020 às 9h:
Número de Casos: 118.326;
Número de Óbitos: 4.292.

Existem casos no Brasil, no Rio Grande do Sul, em Tapejara?
No Brasil a situação dos casos de COVID-19 são de 52 confirmados, 935 descartados e 907 suspeitos.;
No Rio Grande do Sul foram notificados 265 casos, entre os notificados, 2 foram confirmados, 160 descartados e 65 suspeitos seguem em investigação para COVID-19;
Em Tapejara não temos nenhum caso suspeito até o momento.

Quais são os países para definição de casos suspeitos?
1 Albânia
2 Alemanha
3 Arábia Saudita
4 Argélia
5 Austrália
6 Áustria
7 Bangladesh
8 Barein
9 Bélgica
10 Bielorússia
11 Bósnia e Herzegovina
12 Bulgária
13 Camarões
14 Camboja
15 Canadá
16 Chile
17 China
18 Coreia do Norte
19 Coreia do Sul
20 Costa Rica
21 Croácia
22 Dinamarca
23 Egito
24 Emirados Árabes Unidos
25 Equador
26 Eslováquia
27 Eslovênia
28 Espanha
29 Estados Unidos
30 Filipinas
31 Finlândia
32 França
33 Grécia
34 Holanda
35 Hungria
36 Índia
37 Indonésia
38 Irã
39 Iraque
40 Irlanda
41 Islândia
42 Israel
43 Itália
44 Japão
45 Líbano
46 Macedônia
47 Malásia
49 Noruega
50 Nova Zelândia
51 Palestina
52 Paquistão
53 Paraguai
54 Peru
55 Polônia
56 Portugal
57 Reino Unido
58 República Tcheca
59 Romênia
60 San Marino
61 Sérvia
62 Singapura
63 Suécia
64 Suíça
65 Tailândia
66 Tunísia
67 Vietnã

Disponível em: https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/situation-reports/20200311-sitrep-51-covid-19.pd

Como cada um pode se prevenir do coronavírus?
O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:
Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
Manter os ambientes bem ventilados;
Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

É possível se contaminar por meio de aperto de mãos ou com beijos no rosto?
Sim. Por isso, é hora de rever alguns hábitos sociais, como cumprimentar com beijos no rosto ou com um aperto de mãos.

Como lavar as mãos corretamente?
As mãos devem ser lavadas com água e sabão ou higienizadas com álcool. A recomendação é que a higiene seja completa, inclua a parte inferior da ponta das unhas e alcance também a região do pulso.

Como é feito o diagnóstico e o isolamento?
O diagnóstico do novo coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). É necessária a coleta de duas amostras na suspeita do coronavírus. Os casos suspeitos devem ser mantidos em isolamento (domiciliar ou hospitalar – quando necessário) enquanto houver sinais e sintomas clínicos. Casos descartados laboratorialmente, independente dos sintomas, podem ser retirados do isolamento.
Como é feito o tratamento?
Não existe tratamento específico contra o Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Os pacientes infectados recebem tratamento para aliviar os sintomas.
Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento indicado é repouso e consumo de bastante água. As medidas adotadas para aliviar os sintomas são:
Medicamentos para dor e febre (antitérmicos e analgésicos);
Umidificador no quarto ou banho quente para aliviar a dor de garanta e tosse.

Coronavírus tem cura?
Segundo a OMS, ainda não há cura e não há um tratamento medicamentoso definido, existe a chamada “cura espontânea”, que ocorre quando o corpo reage à infecção.

Crianças ou adultos: quem corre mais risco ao ser infectado por coronavírus?
Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, os grupos de maior risco são crianças menores de 2 anos, gestantes, adultos com 60 anos ou mais.

O que o Hospital Santo Antônio está realizando frente a esta situação mundial?
Foi criado o Comitê de Operações de Emergência do Município de Tapejara-RS, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, onde foi elaborado o plano de ação e contingência para o monitoramento, controle e assistência a possíveis casos de infecção pelo novo coronavírus, abrangendo todas as instituições de saúde do município. No HSA estão sendo repassadas as orientações para os colaboradores da instituição em treinamentos.

Resido em Tapejara, estou com sintomas gripais, voltei de viagem de um dos países em risco, o que devo fazer?
Procurar atendimento na Unidade Básica de Saúde a qual o paciente pertence, caso seu quadro de saúde seja mais grave, poderá procurar atendimento na Urgência e Emergência do HSA, ambos estão aptos e treinados para realizar o atendimento necessário em casos suspeitos de coronavírus.


Referência:
https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus
OUTRAS NOTÍCIAS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CENTRO DE DIAGNÓSTICO
54 3344.3711
Exames
HSA
54 3344.3700
Informações
CORPO CLÍNICO
Consulte a lista completa
MATERNIDADE
Veja as fotos dos recém nascidos
TAPCARD
CENTRO DE DIAGNÓSTICO
 
Rua Tranquilo Basso, 270
CEP 99.950-000 - Tapejara/RS
54 3344.3700
 
INICIAL
O HOSPITAL SANTO ANTÔNIO
PRONTO ATENDIMENTO
TAPCARD
CENTRO DE DIAGNÓSTICO
COLONOSCOPIA
DENSITOMETRIA ÓSSEA
ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA
MAMOGRAFIA
 
RAIO X
RETOSSIGMOIDOSCOPIA FLEXÍVEL
ULTRASSONOGRAFIA
CORPO CLÍNICO
NOTÍCIAS
MATERNIDADE
CONTATO
LICITAÇÕES
 
Copyrigth 2013 © Todos os direitos reservados - HSA - Hospital Santo Antônio. contato@hsasaude.com.br
Desenvolvido por: